Saúde

Autoconhecimento através da pisada

Uma ferramenta poderosa de autoconhecimento que está bem embaixo de nós! Sim! Através da nossa forma de caminhar podemos perceber aspectos profundos do nosso consciente e inconsciente.

A sola do sapato pode revelar sofrimentos, nossa personalidade, forma como nos relacionamos com os outros, entre outras coisas. É bem simples, basta você pegar um tênis ou sapato que já foi mais usado e observar.

Maior desgaste na parte interna

A pessoa que joga o peso mais para parte interna do pé mostra que estão sobrecarregados por desarmonias relacionadas ao pais. Demonstra dificuldade para ser feliz na sua vida sexual e também ser pai. Pode apresentar problemas nos órgãos sexuais e dificuldade no relacionamento com os próprios filhos. Se mostra indecisa na hora de tomar decisões importantes e pode apresentar dores nos ombros, costas e problemas de intestino. Reflete problemas vividos na infância.

Maior desgaste na parte externa

Quem joga o peso mais na parte externa do pé mostra preocupação excessiva com trabalho e os outros. Tem a tendência de preferir comidas mais temperadas e come muito. Essas pessoas sentem muita raiva, sendo hostis e escondem os medos por orgulho. São perfeccionistas e se cobram demais se sobrecarregando. Podem sentir dores nos ombros ondem sentem o peso da vida nas costas.

Maior desgaste no calcanhar

Esse desgaste mostra pessoas que temem o futuro e trabalham demais. Buscam sempre a segurança, mas nunca se aventurando em nada. Tem dificuldade para lidar com mudanças e normalmente não buscam elas chegando até a vacilar em novas oportunidades. O medo de perder e maior que tudo e podem apresentar dores na lombar, ciático, joelhos, hemorroida, ossos e rins. Sobretudo está ligado ao medo de ir adiante e a tendência de recusar o novo.

Maior desgaste na frente

As pessoas com maior desgaste na ponta dos pés se mostram ansiosas e sem paciência para esperar. Guardam raiva e rejeição por não aceitarem ideias contrárias as dela. Apresentam problemas no estômago e no fígado não tendo uma boa digestão passando também pela compulsão alimentar. Inclusiva esse modo acelerado pode lhes causar acidentes, inclusive na cabeça. [

Mas calma! Nada está perdido! Sabendo das nossas fraquezas podemos procurar soluções para voltar ao equilíbrio de uma vida e mente tranquilas. Praticar meditação, alguma atividade física, visualização e psicoterapia podemos reverter esses problemas. Tentar desacelerar é fundamental e se livrar dos exemplos que ficaram marcados na infância.

Nós sempre podemos mudar nosso foco e recomeçarmos! Praticar o autoconhecimento é sermos nós mesmos.

yoga

Yama – a ética do Yoga para a vida

Quando falamos de Yoga imediatamente vem aquela imagem de um tapetinho e as mais diversas posturas. Essa imagem do Yoga é a mais conhecida aqui no Ocidente, mas os ásanas (posturas) são apenas um dos caminhos do Yoga para a saúde completa e o autoconhecimento.

Igualmente importante é a prática de pranayama (respirações), mantra, meditação, mudras (gestos), yamas e niyamas.

Resolvi trazer aqui no blog um pouquinho mais dos yamas por serem posturas diante da vida que todos nós podemos praticar. Se você não consegue tempo para implementar o Yoga na sua vida com as práticas físicas, os yamas são uma ótima opção para começar a prática do Yoga.

Mas o que são os yamas? São condutas éticas que todos devemos tomar para que a vida em sociedade seja mais harmoniosa e tranquila. Nós vemos essas condutas se repetirem em diversos lugares por serem uma ética universal.

Praticando esse auto controle podemos servir finalmente a um propósito maior, harmonizando nossos relacionamentos com o próximo.

Ahimsa – Não-violência

O mundo está cheio de coisas ruins, mas também de coisas boas. Situações para perdermos a paciência acontecem o tempo todo e na verdade analisando melhor tudo parte de uma sensação de insegurança. Quando nos sentimos inseguros e de alguma forma ameaçados automaticamente podemos ficar violentos. Essa reação que temos tem mais ligação de como estamos internamento, do que com o que acontece no mundo. Se a outra pessoa também se sentir ameaçada a confusão se instala. Trabalhar nossa insegurança nos deixará mais tranquilos e agindo de forma mais sensata. Respirar fundo e não agir com violência faz a diferença. Mas atenção, não é sinônimo de ser omisso e aceitar injustiças.

Asteya – Honestidade

Acredito que esse nem precisamos falar muito não é? Ser honesto é um dever. Pensar no próximo como nós mesmo. Porque se hoje encontramos um objeto perdido e não devolvemos, amanhã seremos nós a perder algo. Não roubar ou invejar objetos alheios.

Satyam – Verdade

Ter sempre a verdade como objetivo. Muitas das vezes mentir é mais fácil que magoar os outros, mas a que ponto? “Na tradição do Yoga, uma das definições da pessoa que zela pela verdade é que ela tem em consonância pensamento, ato e palavra. Ela age e fala de acordo com o que pensa. Quando mentimos e quebramos essa consonância, um conflito é gerado dentro de nós. Às vezes ele é menor e às vezes é maior.” Vale aquela sensação de inquietude ao se questionar se estão acreditando ou não. É simples, contar a verdade é ter a mente tranquila, mentir é sempre se preocupar em não ser pego. Não é melhor manter a mente calma?

Aparigraha – Desapego

Aqui o desapego vem em um sentido muito maior. Deixar de lado a necessidade de possuir um bem material ou uma pessoa (infelizmente é muito comum). O apego distrai a nossa mente. Desapegar quando não ligamos muito para aquilo é fácil, mas e quando tem um sentimento envolvido? Independente de tudo que possamos perder isso não tem que estar ligado ao nosso sentimento de felicidade, porque felicidade está dentro de nós e não nos objetos e em outras pessoas. Tudo tem um ciclo e entender nos dá liberdade para sermos felizes sem depender de outras coisas.

Brahmacarya – Continência, restrição sexual 

Essa prática não significa celibato ou castidade, muitas pessoas confundem. Ela se traduz em um relacionamento sadio. Saber se controlar para utilizar essa energia em outras situações. É interessante observar que muitas pessoas na internet vem contando suas experiências em relação ao excesso da utilização da energia sexual estar relacionada a falta de motivação e energia para levar bem a vida em outros aspectos. Acredito que seja isso que o Yoga vem propor. Nenhum exagero faz bem para a gente e esse aspecto não é diferente.

Imagem de Constanze Riechert-Kurtze por Pixabay

Saúde · Vida

O músculo da alma

A importância do psoas para a nossa saúde, vitalidade e bem-estar emocional.

O psoas é o músculo mais profundo e estabilizador no corpo humano , afetando o equilíbrio estrutural, a amplitude dos movimento, a mobilidade articular e o funcionamento dos órgãos do abdômen.
É o único músculo que liga a coluna vertebral às pernas, é responsável por nos manter em pé e o que permite levantar as pernas para andar. O psoas saudável estabiliza a coluna vertebral e proporciona apoio através do tronco, além de formar um bom suporte para os órgãos abdominais.

Estudos recentes também consideram o psoas, um órgão de percepção composto de tecido bio-inteligente que incorpora literalmente, nosso desejo mais profundo de sobreviver e florescer. Ou seja, ele é o mensageiro primário do sistema nervoso central, por isso também é considerado um porta-voz das emoções (“borboletas na barriga”). Isto acontece, porque o psoas está ligado com o diafragma através do tecido conjuntivo ou fáscia, influenciando tanto a respiração, quanto o medo reflexo.

Um estilo de vida acelerado e o estresse geram uma descarga de adrenalina que cronicamente tensiona o psoas, preparando-nos para correr, entrar em ação ou contrair-se, como forma de nos proteger. Se mantivermos o psoas constantemente em tensão devido ao estresse, eventualmente, começarão a encurtar e endurecer. Assim dificultará a nossa postura e as funções dos órgãos que se localizam no abdômen, resultando em dor nas costas, dor ciática, problemas de disco, degeneração do quadril, períodos de menstruações dolorosas ou problemas digestivos.

Além disso, um psoas tenso envia sinais de voltagem para o sistema nervoso, interfere nos movimentos dos fluidos e afeta o funcionamento do diafragma. Na verdade, o psoas está tão intimamente envolvido nas reações físicas e emocionais básicas que quando está cronicamente estressado, envia constantemente sinais de alerta ao corpo, por isso pode afetar o esgotamento das glândulas supra-renais e do sistema imunológico . Esta situação é agravada pela maneira de sentar-se ou posições dos nossos hábitos diários, reduzindo nossos movimentos naturais e contraindo ainda mais os músculo.

Um psoas liberado permite alongar muito mais a parte posterior dos músculos e permite que as pernas e pélvis movam-se com mais facilidade e independência. Melhora a posição da coluna vertebral e de todo o tronco, com a consequente repercussão na melhoria das funções dos órgãos abdominais, da respiração e do coração.

Quando cultivamos a saúde dos nossos psoas, reacendemos nossas energias vitais que se conectam novamente com o nosso potencial criativo.

Em algumas filosofias orientais o psoas é conhecido como o “músculo da alma”, o principal centro de energia do corpo. Quanto mais flexível e forte é o psoas, mais será o nosso fluxo de energia vital através dos ossos, músculos e articulações.

O psoas seria como um órgão de canalização da energia, um núcleo que nos conecta com a terra, nos permite criar um suporte forte e equilibrada desde o centro da nossa pélvis. Assim, a coluna vertebral se alonga e, através dela, pode fluir toda nossa vitalidade.

“O psoas junto com o diafragma, são ou deveriam ser, mantenedores de uma lordose fisiológica, ou seja, quando a coluna lombar retifica e ou inverte sua curvatura, pode significar uma perda de ação ou mudança do ponto fixo do psoas e do diafragma, as consequências pode ser, dores lombares, hérnias de disco, entre outras patologias, consultar um fisioterapeuta ou terapeuta corporal especializados em GDS, ”

Amrit Jaganu Pena

Um psoas relaxado é a marca de uma vida e de uma expressão criativas. Em vez de um psoas contraído, pronto para correr ou lutar, o psoas relaxado e liberado está pronto para alongar e abrir, para dançar.

Em muitas posturas de yoga (como da árvore) as coxas não podem girar totalmente para fora a menos que o psoas relaxe. Um psoas liberado permite que a parte frontal das coxas se alongue e que a perna se mova independentemente da pelve, melhorando e aprofundando a elevação de todo o tronco e do coração.

Koch acredita que cultivando um psoas saudável, podemos reacender energias vitais do nosso corpo, aprendendo a nos reconectar com a força vital do universo. Dentro da tradição taoísta é dito que o psoas é o assento ou músculo da alma, e que ele circunda o “Dan Tien” inferior, um centro de energia principal do corpo. Um psoas flexível e forte permite que as energias sutis fluam através dos ossos, músculos e articulações.

Koch escreve:
“O psoas, conduzindo energia, nos fundamentos da terra, como um fio de aterramento evita choques e elimina estática em um rádio. Liberada e aterrada, a coluna pode despertar “…” Na medida em que o fluxo gravitacional transfere peso através dos ossos, tecidos e músculos, para a Terra, a Terra devolve, fluindo pernas e coluna acima, uma postura, um movimento e uma expressão energizantes, coordenadas e animadas. É um diálogo ininterrupto entre o eu, a Terra, e o cosmos.”

Quer saber mais sobre o Psoas? No GreenMe e no Eu sem fronteiras também falam sobre ele

Fonte: O segredo

Organização

Aplicativo contra procrastinação: Forest

Conheci por acaso o Forest: Mantenha o foco e já amo! Estou a duas semanas testando e tem me ajudado muito nos estudos.

Ele funciona como no método Pomodoro, já falei dele aqui em alguns posts. Podemos colocar 25min, menos ou mais de acordo com o tempo que você precisa e durante esse tempo uma arvorezinha crescerá no app. Podemos estipular também um tempo de descanso, como o Pomodoro sugere.

Quanto mais tempo você permanece sem utilizar o celular e concentrado, mais árvores você terá na sua floresta.

Sabe a melhor parte? Nós podemos ajudar plantar árvores de verdade! Mais de 300.000 árvores já foram plantadas.

Se a gente cai na tentação de usar o celular antes do tempo terminar a nossa arvorezinha morre. Não sei vocês, mas pensar isso já me impediu de fechar ele para ver as mensagens do Whatsapp várias vezes.

O aplicativo apresenta como seus recursos:
Uma forma interessante de vencer o vício em celular e superar a distração
• Um incentivo a mais para manter o foco
• A melhor solução para a procrastinação
• Diminua a procrastinação e seja mais produtivo
• Monitore seu tempo de foco de forma simples e agradável
• Ganhe recompensas e desbloqueie mais de 30 espécies novas de árvore e sons ambientes
• Transforme seus momentos de foco numa bela floresta
• Ganhe motivação para alcançar seus objetivos diários

É uma forma divertida que dá um objetivo final e acredito que essa é a maior diferença dos outros aplicativos de controle de tempo. Por enquanto ele está disponível apenas para Android.

Decoração · Saúde · Vida

Urban jungle e a busca por saúde

Recentemente descobri que uma tendência de decoração que eu amo tem um nome. Urban Jungle, mas o que exatamente seria isso e como pode ajudar na sua saúde? Eu te conto!

Urban Jungle é literalmente selva urbana. Nasceu da necessidade de algumas pessoas em voltar a ter um contato maior com a natureza, mesmo dentro dos grandes centros urbanos e apartamentos minúsculos.

O que eu mais gosto dessa tendência é que o custo é baixo, simples para manter, dá um ar aconchegante para a casa além do principal que é ajuda a cuidar da nossa saúde! Vai muito além da estética.

Imagens retiradas do Pinterest

Se você ama esse estilo mas não sabe como começar a cuidar de uma plantinha, comece por uma suculenta que ocupa pouco espaço e não precisa de muita água (só para o caso de você esquecer de molhar rs)… Também encontramos muitos vídeos no YouTube e posts detalhando o passo a passo de como pegar uma muda, plantar e cuidar.

  • Para iniciar procure sobre cada planta que deseja e veja o que cada uma precisa. Ex: Quantidade de água, luz, etc
  • Procure por espaços que estejam livres, mas também algumas plantas são ótimas para ter dentro do quarto ou do banheiro
  • Quem mora em apartamento a sacada é um ótimo lugar para começar
  • Ter plantas suspensas também é uma ótima opção
Imagens retiradas do Pinterest

Algumas plantas são melhores para o lado interno da casa por não necessitarem de luz solar direta e são elas: cactos, espada de São Jorge, jiboia, cróton, samambaia, zamioculca, entre outras.

Falando um pouquinho de como pode auxiliar na nossa saúde, algumas plantas ajudam a purificar o ar, elas tiram gases tóxicos do ambiente. Um exemplo é a espada de São Jorge. Eu tenho um vasinho aqui no meu quarto amo!

Algumas ajudam inclusive com a ansiedade. Jasmim, lavanda, hortelã, todas elas possuem propriedades calmantes e auxiliam na melhora do ar nos locais que elas são colocadas. A sensação de bem estar está sempre presente.

Outro benefício é equilibrar a umidade e assim diminuir problemas respiratórios. Além de ajudar na concentração, ajudam a relaxar, entre outros.

Imagens retiradas do Pinterest

Importante ficar atento porque flores podem causar alergia pelo pólen e também ser um chamado para alguns bichinhos. O ideal é dar prioridade para as folhagens.

Flor foto criado por rawpixel.com – br.freepik.com