Inspiração · Vida

Isso também passará

Essa lenda antiga pode parecer simples, mas nos mostra uma profunda reflexão sobre a vida. Se manter calmo e positivo independente do que aconteça é fundamental.

Quando nos encontramos um problema sem solução ou estamos na mais profunda felicidade é preciso perceber que tudo é momentâneo.

Diz a lenda que um rei pediu um anel especial aos sábios de sua corte:

Quero que vocês fabriquem um anel precioso e ocultem nele uma mensagem que possa me ajudar em momentos de desespero. Essa mensagem tem que ser muito breve para poder ser escrita no anel.

Aqueles eruditos haviam escrito grandes tratados, mas não sabiam como criar uma mensagem de duas ou três palavras que pudesse ajudar o rei nesses momentos em que ele considerava que essa ajuda poderia fazer a diferença.

O monarca tinha um velho criado que lhe disse:

“Não sou nenhum sábio, nem um erudito, mas conheço a mensagem que você busca, porque um sábio compartilhou comigo há um tempo.”

O velho escreveu três palavras em um pequeno papel, o dobrou e o entregou ao rei com a advertência: “Não o leia, mantenha-o escondido no anel. Abra-o somente quando você sentir que tudo deu errado e quando não encontrar saída para a sua situação”.

O momento chegou quando o reino foi invadido e o rei teve que fugir a cavalo para salvar sua vida enquanto seus inimigos o perseguiam. Ele chegou a um lugar onde o caminho terminava na beira de um precipício. E então ele se lembrou do anel. Ele o abriu, tirou o papel e ali encontrou a seguinte mensagem: “Isso também passará“.

Enquanto lia aquela frase, os inimigos que o perseguiam se perderam no bosque depois de errar o caminho, e logo ele deixou de ouvir os trotes dos cavalos. Depois daquele sobressalto, o rei conseguiu reunir o seu exército e reconquistar o reino.

No reino houve uma grande celebração que se prolongou por vários dias. O monarca quis compartilhar a alegria com o velho, a quem foi logo agradecendo por aquela pérola de sabedoria. Ele lhe contou como aquelas palavras o haviam ajudado a impedir que os inimigos descobrissem sua posição e a não se atirar por aquele precipício quando tudo parecia perdido.

O velho, enquanto sorria porque entendia a alegria do rei, pediu a ele:

“Agora volte a olhar a mensagem.”

Ao ver a expressão de surpresa do rei, que custou perceber a idoneidade daquele momento para aquela mensagem, explicou: “Essa mensagem não é somente para situações desesperadas, mas também para as prazerosas. Não é só para quando você se dá por derrotado, ela também serve para quando você se sente vitorioso. Não é só para quando você é o último, mas também para quando você é o primeiro”.

O rei abriu o anel e leu a mensagem: “Isso também passará”. Então, e só então, compreendeu a profundidade daquelas palavras.

“Lembre-se de que tudo o que é circunstancial, passa. Seja porque fica para trás ou porque você se acostuma – lembrou o velho criado – Só fica você, que permanece para sempre.”

Anúncios
Organização

Como vencer a procrastinação


Não deixe para amanhã o que  você pode fazer hoje.

(Artigo publicado originalmente em espanhol sebascelis.com – Autor: Juan Sebastián Celis )

Você se distrai enquanto trabalha em algo importante?

Distração é um sintoma comum da procrastinação.

Entender o que é a procrastinação e como evitá-la é um problema que afeta tantas pessoas que deveriam ser ensinadas nas escolas do século XXI.

Procrastinar significa adiar a tarefa que você está realizando para realizar outra atividade secundária que o distraia da atividade principal.

Você já ficou nervoso com alguma coisa tipo ir ao médico e começou a andar pela casa organizando, limpando ou fazendo tarefas para se distrair? Isso é o que sentimos ao procrastinar.

Procrastinar tem a ver com sentir-se desmotivado ou relacionar a tarefa que estamos fazendo com possíveis conseqüências negativas. Se você está imerso em uma tarefa que você não gosta, sua mente precisa deixá-la de lado para respirar e fazer algo que é mais prazeroso para você.

Procrastinar não nada tão ruim, todo mundo que enfrenta uma tarefa tediosa sofre em maior ou menor grau. O problema é quando a procrastinação é tão importante que as suas tarefas nunca são terminadas.

Como vencer a procrastinação?

A procrastinação é uma maneira de sua mente dizer que você está fazendo algo errado. Para resolvê-lo, identifique qual dos itens da lista a seguir que afeta você.

1. Medo / Perfeccionismo / Estresse

São três lados da mesma moeda. Perfeccionismo e estresse são formas de medo. O perfeccionismo é o medo de não ser bom o suficiente. O estresse é um estado de tensão constante causado pelo medo.

Vamos analisar algumas estratégias para melhorar sua resposta ao medo.

A. Encontre a causa de seus medos

Compreender o seu medo está a meio caminho da solução. Se você não conhece a causa do seu medo, não será capaz de resolvê-lo.

Digamos, por exemplo, que alguém tenha que executar uma tarefa importante em seu trabalho e esteja procrastinando e se sentindo estressado.

O que realmente o assusta? Pode ser que você se preocupe com a possibilidade de seu chefe não estar satisfeito e que te demita. Por que você está preocupado em perder seu emprego? Quais seriam as consequências? Pode ser que você tenha medo de perder sua fonte de renda ou que esteja preocupado com o que sua família possa pensar.

B. Enfrente seus medos

Cuide do que você faz agora

A única coisa que você pode controlar é o que você faz agora. Você não pode prever o futuro. Você não pode controlar o que vai acontecer amanhã. Concentre-se na tarefa que você está fazendo agora.

Coloque as coisas em perspectiva

Pense em si mesmo dentro de um ano. Onde você estará? O que você vai fazer? Imagine lembrar o momento atual dentro de um ano. Será que isso importará o que você está fazendo agora em um ano?

Relaxe enquanto você trabalha

Parece incrível, mas ouvir músicas relaxantes me ajuda muito a me concentrar quando o perfeccionismo toma conta de mim.

2. Falta de Diversão

O trabalho parece tão importante que às vezes esquecemos que somos seres humanos que precisam se divertir para viver. Em vez disso, nos tratamos como robôs dedicando nosso tempo a tarefas tediosas e chatas.

Se você passa a maior parte do tempo em uma única atividade ou área de sua vida, essa parte se tornará pesada para você e as outras áreas de sua vida sofrerão como conseqüência.

Tente distribuir seu tempo de maneira equilibrada entre o trabalho e a diversão.

3. Falta de Motivação

Por que você está fazendo o que faz? O que te motiva no seu trabalho? Se você acha que seu trabalho é uma obrigação ou um fardo, talvez deva procurar uma maneira alternativa de encarar seu trabalho ou talvez deva procurar outro emprego. Não continue fazendo algo se você não tiver um motivo.

Duas maneiras de fazer uma tarefa chata mais motivadora:

  • Se você tem que fazer tarefas longas e chatas tente adicionar um elemento de diversão
  • Escolha algo que realmente goste como recompensa pelo seu trabalho e se dê uma recompensa cada vez que terminar uma tarefa.

4. Trabalho ineficiente

Trabalhar mais tempo do que o necessário pode tornar seu trabalho chato.

Trabalhe menos horas para ser mais produtivo

Trabalhar mais horas não significa trabalhar mais. Certifique-se de que as horas dedicadas ao seu trabalho são gastas trabalhando realmente e não em tarefas menos importantes, como verificar o e-mail, conversar, procurar informações indefinidamente, etc.

  • Não perca de vista seu objetivo

Por que você está fazendo o que faz? Por exemplo, a razão pela qual escrevo é oferecer regularmente conselhos práticos para o seu desenvolvimento pessoal. Se eu estivesse preocupado com o que as pessoas poderiam pensar ou se o artigo fosse 100% perfeito, eu não escreveria.

Concentre-se em seu objetivo, é a única coisa importante, a razão pela qual você faz o que faz. Se você perder sua meta de vista, você estará trabalhando em coisas sem importância.

5. Falta de planejamento

  • Planeje

O planejamento ajuda você a se concentrar nas tarefas mais importantes, saber o que deve fazer e quanto deve dedicar a cada momento.

  • Não se sobrecarregue com o trabalho

Ter uma lista interminável de tarefas pendentes faz você se sentir desamparado. Certifique-se de decidir corretamente quanto tempo cada tarefa leva para que você não acumule trabalho e delegue ou elimine tarefas menos importantes.

6. Falta de Disciplina

  • Use disciplina, comece mesmo se você não tiver vontade

Às vezes você quer trabalhar e é muito produtivo, mas talvez muitas vezes você comece a trabalhar, mas não sente vontade . Você pensa “mmm … talvez em 30 minutos eu tenha mais vontade de fazê-lo”. Passam 30 minutos e ainda não sente vontade de começar.

O melhor momento para começar a fazer algo é agora Aprenda a usar sua força de vontade e você verá que, depois de ter começado, continuar trabalhando é fácil

7. Fadiga Física ou Mental

Se você não come bem, não está em forma, não descansa o suficiente ou não dorme adequadamente seu corpo não quer trabalhar, quer descansar e não vai deixar você fazer nada que você pedir.

Certifique-se de descansar o suficiente enquanto trabalha e durma o quanto precisar à noite.

Livros · Saúde · Vida

Resenha: A lei da afinidade

Com a popularidade dos livros que abordam a lei da atração, uma questão tão comum aos espiritualistas ficou sem respostas: como podemos alcançar o que desejamos apenas pedindo, mentalizando o que queremos receber sem nos doar?

Todas as tradições espiritualistas repetem o enunciado de que não se recebe sem dar, sem fazer o caminho de volta. Essa lei que nós chamamos de lei de causa e efeito ou lei do retorno também é conhecida como Lei da Afinidade.

“A Lei da Afinidade” prevê um processo de autoconhecimento que provoca mudanças e com certeza transformará sua vida.

“Se você souber o que quer e estiver pronto para receber, então o Universo enviará o que você desejou. E, quando seu desejo chegar, nada poderá impedir sua felicidade!”

Depois de ler “O segredo”, fiz um post recente contando 8 lições que eu aprendi com ele, fica a dúvida de como realmente funciona a lei da atração. Obviamente mágicas não acontecem do dia para a noite, aí fica a pergunta então como fazer essa lei funcionar?

Por um “acaso” do destino, acabei conhecendo esse livro da Cristina Cairo no momento exato que eu mais precisava.

O nosso pensamento emite ondas eletromagnéticas que vibram podendo trazer o bem ou o mal. Tudo consiste em ajustar nossos pensamentos e passar por um processo intenso de autoconhecimento para assim então a lei da atração começar a funcionar, já que “semelhante atrai semelhante”.

A lei da afinidade te leva por uma reflexão da vida como um todo. Nos mostra como passar por uma reforma interna e descobrir quem de fato somos, como nosso subconsciente nos afeta, a forma como julgamos os outros e com isso também somos julgados, além de colocar exercícios para diminuir a tensão muscular.

É importante perceber a sorte que temos e mais uma vez um ponto importante é a gratidão. Também o poder da meditação é lembrado para elevar nossos pensamentos e nos proteger mentalmente de tudo que pode afetar o nosso equilíbrio.

Realmente esse livro veio como um ar cheio de frescor na minha vida. Recomendo muito a leitura dele e dos outros livros da autora. Deixarei aqui o link de suas redes sociais.

Vida

Pequenos prazeres da vida

Em tempos de redes sociais muitas pessoas se deixam levar pela vida “por trás da lente” que outras pessoas aparentam viver. Eu acho incrível registrar momentos felizes, mas até que ponto não deixamos de lado a realidade e sonhamos com a “grama mais verde do vizinho”?

O problema está em apenas ver felicidade nas grandes coisas como viagens, carros, celulares… Na nossa vida diária é (para a maioria das pessoas) impossível ter todos os dias essas grandes felicidades.

Então que tal começar a olhar com outros olhos os pequenos prazeres que trazem felicidade para a gente no nosso dia a dia? Normalmente eles passam e nem notamos. São esses pequenos momentos que fazem a vida valer a pena e nos dá aquela sensação de um calorzinho no peito. Alegria e bem-estar.

Sermos gratos por esses pequenos momentos acaba por tornar a vida mais leve enquanto não alcançamos nossos grandes sonhos!

Listei aqui pequenos prazeres e é um ótimo exercício para praticarmos a gratidão.

  • Ler um bom livro
  • Passar um hidratante cheiroso na pele
  • Acariciar seu cachorro ou gato
  • Uma linda manhã de verão se iniciando
  • Gargalhadas em família
  • Ouvir o canto dos pássaros indo para o trabalho ou em casa
  • A sombra de uma árvore em um dia quente
  • Colocar a mão em um saco cheio de grãos
  • O aroma das flores
  • Abraços verdadeiros
  • O som das ondas do mar
  • Deitar na cama depois de um dia cansativo
  • Conversar com as amigas
  • Comer um doce que gostamos
  • Assistir um filme interessante
  • Ver fotos antigas
  • Ouvir sua música favorita
  • Dançar loucamente sozinho no quarto
  • Ver um filhotinho fofo
  • Tomar água em um dia quente
  • Acertar um exercício difícil
  • Ver seu espaço organizado e limpo
  • O cheiro do café pronto
  • Ler uma frase inspiradora
  • Ajudar alguém que precisa
  • Realizar algum trabalho manual e ver o resultado dos nossos esforços
  • Terminar um dia tendo realizado tudo que precisava
  • Ver a cidade passando pela janela do ônibus ou carro
  • Aproveitar somente a sua própria companhia
  • Deixar um dia livre para cuidar da gente
  • Vestir nossa roupa favorita
  • Comer algo quando está com vontade
  • Deitar depois do almoço
  • Sentir cheiro de terra molhada
  • Cheirar um livro novo
  • Olhar para o espelho e se sentir bem
  • Sentir vento na rosto
  • Observar uma linda paisagem
  • Ver um palestra ou curso de alguém inspirador
  • Olhar a lua
  • Ganhar carinho da cabeça de um gato
  • Curtir o silêncio
  • Ser elogiado por alguém
  • Ver o capítulo de uma série que estava ansiosa para sair
  • Levantar todos os dias
  • Chocolate quente em um dia frio

Que tal fazer uma lista dos seus pequenos prazeres?

Inspiração · Vida

Palavras que inspiram

Nosso maior medo não é sermos inadequados. Nosso maior medo é não saber que nós somos poderosos, além do que podemos imaginar.
É a nossa luz, não nossa escuridão, que mais nos assusta. Nós nos perguntamos: “Quem sou eu para ser brilhante, lindo, talentoso, fabuloso?”.
Na verdade, quem é você para não ser? Você é um filho de Deus.
Você, pensando pequeno, não ajuda o mundo. Não há nenhuma bondade em você se diminuir, recuar para que os outros não se sintam inseguros ao seu redor.
Todos nós fomos feitos para brilhar, como as crianças brilham. Nós nascemos para manifestar a glória de Deus dentro de nós. Isso não ocorre somente em alguns de nós; mas em todos.
Enquanto permitimos que nossa luz brilhe, nós, inconscientemente, damos permissão a outros para fazerem o mesmo.
Quando nós nos libertamos do nosso próprio medo, nossa presença automaticamente libertará outros.

Marianne Williamson , A Return To Love, 1992.

Our deepest fear” é um poema de Marianne Williamson. Ele foi muitas vezes atribuído a Nelson Mandela, mas na realidade pertence a Marianne Williamson, publicado no seu livro “Return to love”.

Ele mostra a verdade por trás de muitos de nós. Medo de brilhar. Quando li ele logo pensei na “síndrome do impostor”. Pessoas que sentem que não merecem o sucesso que alcançaram, que logo alguém vai descobrir que são uma fraude. Nunca devemos duvidar das nossas capacidades.

Valorize suas conquistas! Seu trabalho duro não é apenas sorte. A união é fundamental para evoluirmos juntos.